Pesquisa de Similares

Quer saber o que o tangima tem de diferencial destes projetos?  Veja este post.

feelex wooden hypo portrude iluminating sanscape glowbits lumen source Touchtable wable audi bmw centograph Relief budget Recompose hypermatrix

Projetos Listados: (da esquerda para a direita, começando na linha mais de cima)

Feelex (1995, Hiroo Iwata, Hiroaki Yano, Fumitaka Nakaizumi, Ryo Kawamura);
Wooden Mirror (1999, Daniel Rozin);
Hyposurface (2001, MIT Media Lab);
Portrude, Flow (2001, Kodama and Takeno)
Illumination Clay (2002, MIT Tangible Media Group);
Sandscape (2003, MIT Tangible Media Group);
GlowBits (2004, Daniel Hirschmann);
Lumen (2004, ivanpoupyrev);
Source (2004, Greyworld)
Terrain Table (2005, Northrop Grumman);
Wable Physical Interaction Chart (2007, Physical Interaction Lab);
Haptic Touch Project (2008, Designaffairs);
BMW Kinect Sculpture (2008, Artcom);
Centograph (2009, Tinker London)
Relief (2009, MIT Tangible Media Group);
Budget Tool (2010, Hampus Edstrom);
Recompose (2011, MIT Tangible Media Group);
Hyper-Matrix (2012, Jonpasang);

 

Este vídeo apresentado na Apresentação de G2 mostra alguns destes similares:

A revolução tecnológica mudou as nossas vidas. Vivemos uma separação clara entre o mundo real e o mundo virtual, de forma que ás vezes estamos aqui (espaço físico) e ás vezes estamos dentro do ciberespaço, alternando cada vez mais rápido entre os dois mundos. De qualquer maneira, a forma como nos relacionamos com o computador mudou muito pouco ao longo dos anos.  Neste post serão apresentadas tecnologias que visam oferecer novas opções de interfaces, repensando esta relação homem-máquina.

Para dar input de dados, usamos praticamente os mesmos objetos físicos de décadas atrás: o mouse, o joystick e o teclado. Para output, em geral, estamos confinados a telas coloridas, retangulares, bidimensionais, planas ou semi-planas, iluminadas, baseadas em pixels coloridos.

Estas telas estão gradualmente evoluindo, se tornando mais finas, leves, e com melhores resoluções,, mas a sensação do toque está limitada, em grande parte, para o sentimento de tocar a tela plana, apertar o botão do teclado ou do mouse. As interfaces de reprodução de som existem, mas ainda não chegaram nem perto do que é possível. Salvo exceções, o paladar e o olfato ainda não foram contemplados. Dimensionalmente, estamos praticamente limitados ao bidimensional. Existem interfaces que utilizam as três dimensões, mas é raro encontrar alguma que utilize, além dos eixos x, y e z, a dimensão do tempo.

Segundo professor Hiroshi Ishii , fundador do MIT Tangible Media Group, no seu artigo “Tangible Bits: Beyoung Pixels”, a nossa janela para o mundo digital tem sido confinada a telas planas retangulares e pixels, os quais ele nomeia de “bits pintados”. Mas enquanto nossa visão está confinada no mar das informações digitais, nosso corpo permanece no mundo físico. Os Tangible Bits dão forma física às informações digitais, fazendo os bits serem diretamente manipulados e percebidos.

O autor diz que, para fazer a computação ser realmente ubíqua nos moldes descritos por Mark Weiser na década de 80, nós precisamos buscar estabelecer um novo tipo de interface humano-computador, as quais ele chama de Tangible User Interfaces. Estas interfaces vão aumentar o mundo físico real, fundindo a informação digital com objetos e ambientes físicos do nosso dia-a-dia.

As tecnologias apresentadas neste trabalho visam oferecer novas opções de interfaces tangiveis, que estabeleçam uma conexão física dos dados digitais com o mundo real. Para isso, exploram o output volumétrico e a sensação tátil dos dados. Chamamos estas interfaces de Displays Volumétricos.

Em outras palavras, Displays Volumétricos são dispositivos de representação gráfica que formam uma representação visual de um objeto em três dimensões, em oposição as telas planares tradicionais que apenas simulam a profundidate através de alguns efeitos óticos e visuais.

1

feelex

Nome: FEELEX

Autor: Hiroo Iwata, Hiroaki Yano, Fumitaka Nakaizumi, Ryo Kawamura

Data do desenvolvimento: 1995

Mais informações: http://intron.kz.tsukuba.ac.jp/feelex/feelex_e.html

O FEELEX é a combinação de um display orientado a objetos físicos e a exibição de gráficos reais. A proposta do FEELEX era representar informações em objetos reais, podendo deformá-los, como criaturas vivas. Seu mecanismo funcionava a partir de um plano de borracha deformável por uma matriz de atuadores verticais. O movimento linear dos atuadores em diferentes posições do plano de borracha conferiam novas formas ao plano.

2

Nome: Wooden Mirror

Autor: Daniel Rozin

Data do Desenvolvimento: 1999

Mais informações: http://www.smoothware.com/danny/woodenmirror.html

Wooden Mirror é um espelho mecânico desenvolvido pelo artista Daniel Rozin, em 1999. Consiste em uma matriz de pequenos quadrados de madeira (ou outros materiais) que giram. Ao girar, estas peças refletem uma luz diretamente apontada a eles. A intensidade do reflexo atribui a cada peça uma tonalidade diferente, assemelhando-as a pixels. Desta forma, o espelho consegue reproduzir as imagens capturadas por uma câmera.

3

Nome: Hyposurface

Autor:  Mark Goulthorpe (MIT Media Group)

Data do Desenvolvimento: 2001

Mais informações: http://architecture.mit.edu/architectural-design/project/hyposurface

O Hyposurface se auto-intitula o primeiro display volumétrico (em 3 dimensões) totalmente dinâmico. Desenvolvido por pesquisadores do núcleo de Arquitetura e Design do MIT, o Hyposurface consiste em uma matriz de pistões hidráulicos que realizam movimentos lineares. os pistões atuam sobre uma superfície de peças de pano de padrão triangular. Estas peças são costuradas e possuem uma certa elasticidade. Desta forma, o movimentos dos pistões confere à esta malha deformidades controladas dinamicamente por um software. O resultado é um display volumétrico com uma grande resolução e com capacidade de exibir imagens em tempo real.

4

Nome: Portrude, Flow

Autor: Sachiko Kodama, Minako Takeno

Data do desenvolvimento: 2001

Mais informações: http://www.kodama.hc.uec.ac.jp/project/shortPaper.pdf

“Portrude, Flow” é um projeto desenvolvido em 2001 por Sachiko Kodama e Minako Takeno, pesquisadores da Universidade de Eletro-Comunicações, em Tóquio. Consiste em um display a base de um fluido de ferro, que muda de forma de acordo com aplicações magnéticas geradas a partir de uma série de imãs. O resultado é um volumetric display que muda sua forma de acordo com o som ambiente.

5

Nome: Illuminating Clay

Autor: Ben Piper, Carlo Ratti,  Hiroshi Ishii (MIT Tagible Media Group)

Data do desenvolvimento: 2002

Mais informações: http://www.cs.uml.edu/~fredm/courses/91.548-spr03/papers/illclay_chi02.pdf

Illuminating Clay é um projeto Desenvolvido pelos pesquisadores Ben Piper, Carlo Ratti e Hiroshi Ishii do MIT Tangible Media Lab. Este projeto consiste em um display para ler o volume de um determinado terreno reproduzido em uma peça de argila. Conforme o usuário molda a placa de argila criando elevações ou depressões no terreno, o software projeta (a partir de um projetor), em cores, a variação do relevo do terreno.

6

Nome: Sandscape

Autor: Yao Wang, Assaf Biderman, Ben Piper, Carlo Ratti e Hiroshi Ishii

Data do desenvolvimento: 2003

Mais informações: http://tangible.media.mit.edu/project/sandscape/

Desenvolvido pelos mesmos pesquisadores que projetaram o Illuminating Clay, o Sandscape é um display utilizado para manipulação de terrenos (em escala) em tempo real. Diferente do seu predecessor que projetava informações em uma barra de argila, neste projeto o usuário atua no terreno a partir de uma mesa de areia.

7

glowbits

Nome: Glowbits

Autor: Daniel Hirschmann

Data do desenvolvimento: 2004

Mais informações: http://www.plankman.com/projects/glowbits/

Glowbits é uma matriz de leds RGB que se movem linearmente, produzindo imagens em cores e em 3  dimensões. Foi desenvolvido pelo  artista sul-africano Daniel Hirschmann.

8

Nome: Lumen

Autor:  Ivan Poupyrev

Data do desenvolvimento: 2004

Mais informações: http://ivanpoupyrev.com/projects/lumen.php

Lumen é um Display Volumétrico e Tátil (Volumetric Haptic Display) desenvolvido pelo pesquisador de tecnologias interativas Ivan Poupyrev, em 2004. Consiste em uma matriz de pinos de silicone iluminados, que sobem e descem. A variação das posições dos pinos exibe imagens em relevo. Os pinos são pequenos e próximos uns dos outros para que o usuário tenha uma sensação tátil real. Além disso, cada pino funciona como um botão para dar input de dados.

9

Touchtable

Nome: TerrainTable

Autor: Northrop Grumman

Data do desenvolvimento: 2005

Mais informações: http://web2.ges.gla.ac.uk/~gpetrie/Petrie_TouchTable_P40-41_GI_02_2006.pdf

TerrainTable é uma mesa desenvolvida pela empresa de equipamentos militares e aeroespaciais Northrop Grumman, para visualização e manipulação de terrenos, semelhante ao projeto Sandscape. A mesa é formada por uma placa de silicone que é deformada por uma grande matriz de pinos com movimentos lineares.

10

centograph

Nome: Centograph

Autor: Tinker

Data do desenvolvimento: 2009

Mais informações: http://tinkerlondon.com/what-we-do-centograph.html

Centograph é uma interface física, desenvolvida pela agência Tinker, para exibir gráficos em volume e em tempo real. Consiste em barras de acrílico iluminadas que sobem e descem, exibindo informações digitais no mundo físico.

11

Nome: Recompose

Autor: Daniel Leithinger, Adam Kumpf, Hiroshi Ishii

Data do desenvolvimento: 2011

Mais informações: http://tangible.media.mit.edu/project/recompose/

Recompose é uma interface física desenvolvida por pesquisadores do MIT Tangible Media Group. Sua proposta é oferecer uma nova forma de manipular fisicamente uma superfície. Consiste em uma matriz de pinos que podem mudar sua posição vertical afim de gerar imagens em relevo. A partir de uma câmera de Kinect, o usuário pode fazer movimentos com as mãos e manipular a altura dos pinos.

12

Making of: 

Nome: Hypermatrix

Autor: Hiroo Iwata, Hiroaki Yano, Fumitaka Nakaizumi, Ryo Kawamura

Data do desenvolvimento: 2012

Mais informações: http://jonpasang.com/?portfolio=hypermatrix

Hypermatrix é o nome de uma instalação que foi realizada na Expo Korea 2012 pelo grupo de artistas Jonpasang. Consiste em um display volumétrico instalado nas paredes de uma grande sala de cinema. O display foi desenvolvido a partir de blocos que se movimentam linearmente. O movimento dos blocos é controlado por um software e exibe imagens e filmes em relevo.

Bibliografia

MOGGRIDGE, Bill. ‘Designing Interactions”. Massachussets: IDEO, 2007.

WEISER, Mark. “The Computer for the 21st Century” – Scientific American Special Issue on Communications, Computers, and Networks, 1991.

ROBLES-DE-LA-TORRE, Gabriel. “The Importance of the Sense of Touch in Virtual and Real Environments, International Society for Haptics”, 2007

SADDIK, Abdulmotaleb El. “Haptics Technologies: Bringing Touch to Multimedia”, Springer, Berlin, 2006

Tangible Bits: Beyond Pixels

https://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:0RX9B1tNF-MJ:tactile-resources.wikispaces.asu.edu/file/view/Tangible%2BBits%2BBeyond%2BPixels.pdf+&hl=en&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEEShxoiLI52hFvS465W4JprFI-HSQCG9Ehvn7fcVKIjqiVfJ4LqwvqPCFuHxF3UFmKDotcUIIGrh4KpTgQPeWqqWuxZTTazTpAos8gaLJgKj7kSzaxms_f4unCRItN0Cc-40_nVf2&sig=AHIEtbQyW6WMpmzYUIHdiebjCPcbW2m0Iw

Tangible Bits: Towards Seamless Interfaces between People, Bits and Atoms

https://docs.google.com/viewer?a=v&q=cache:cpaUvRtTK2YJ:web.media.mit.edu/~anjchang/ti01/ishii-chi97-tangbits.pdf+&hl=en&gl=br&pid=bl&srcid=ADGEESgEaqgjCvUjm9yuKvZNrzNUigTMBtZlcN0GOs9S2slKI6Pe_GEX2BlttHe11_OuK1-c7yABNsPi7EuEj7Nu4GOQMj9oDNBn_SGK2CdQ6My_uD0TEmX68u_0KKErjBQDfPIjoZhk&sig=AHIEtbRVj6-7-TLPy6T2LsxVMR8rUrFoJQ

Haptic Technology

http://en.wikipedia.org/wiki/Haptic_technology

Tangible user Interface

http://en.wikipedia.org/wiki/Tangible_user_interface

Volumetric Haptic Display

http://en.wikipedia.org/wiki/Volumetric_Haptic_Display

Volumetric Display

http://en.wikipedia.org/wiki/Volumetric_Display

Advertisements

2 thoughts on “Pesquisa de Similares

  1. Pingback: O que é o Tangima? | Tangima - Display de Imagens Tangíveis

  2. Pingback: Diferenciais | Tangima - Display de Imagens Tangíveis

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s