Kinect com matriz modular

No último post, vimos como acessar a imagem capturada pelo Kinect com profundidade, utilizando Processing com a biblioteca OpenNI.

Porém, a imagem capturada pelo Kinect possui muito mais pixels do que o Tangima terá de pinos. Precisamos fazer com que a imagem do Kinect seja reduzida em uma matriz modular de pinos. Ou seja, transformar a imagem de 640 x 480 em uma matriz 1×1, 2×2, 10×10, 50×50, variável de acordo com a quantidade de pinos que teria no Tangima.

A lógica para fazer isso é simples. devemos dividir a imagem na matriz que desejarmos e fazer uma média aritimética da distância de todos os pixels que se encontram dentro de cada módulo desta matriz. Ou seja, se dividirmos a imagem em uma matriz 2 x 2, a distância do primeiro quadrado seria a média aritimética de todos os pixels que estão, em x, entre 0 e 320,  e em y, entre 0 e 240.

<< INSERIR IMAGEM >>

O resultado é algo semelhante a isto:

Ta nascendo

Como pode-se perceber, desenvolvemos a matriz de pinos do Tangima usando uma visão isométrica para conseguirmos ter retorno visual da altura de cada pino. Isso será explicado no próximo post.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s