Público-Alvo

A idéia do Tangima nasceu em 2008, em uma disciplina do curso de Design de Mídia Digital, da PUC-Rio, chamada “Design e Expansão dos Sentidos”. Naquela época, foi um projeto conceitual, idealizado para ser um dispositivo em que cegos conseguiriam sentir, com o tato, imagens em relevo (pode-se ver, uma publicação descrevendo a idéia inicial deste projeto em http://www.rafaelgcrespo.blogspot.com.br/).

Anos mais tarde, em junho de 2012, resolvemos resgatar esta ideia e desenvolvê-la como projeto final de graduação. Porém, mudamos o escopo na disciplina de Projeto 7, pois não estávamos satisfeitos com este público alvo, uma vez que acreditávamos que um display como o Tangima seria útil tanto para deficientes visuais, quanto para pessoas sem nenhum tipo de deficiência.

Neste momento, o projeto foi redesenhado e suas pesquisas foram direcionadas para um público-alvo mais abrangente, “pessoas que se relacionam a distância”. Este escopo era válido uma vez que o Tangima permitiria que uma pessoa, mesmo a distância, sintisse a outra, fizesse carinho, visse o outro em volume e em tempo real.

Foram realizadas pesquisas com o público alvo e foi desenvolvido um vídeo para apresentar o conceito do projeto e o direcionamento que estávamos propondo.

Ao iniciamos as experimentações e a própria costrução do produto, na disciplina de Projeto 8, nos deparamos mais uma vez com dezenas de outra aplicações possíveis para o Tangima. Aplicações estas que iriam muito além de um display para pessoas que se relacionam a distância.

Percebemos que o Tangima era um protótipo de uma nova interface (display), com infinitas possibilidades e aplicações, em áreas totalmente diferentes. Para conseguirmos explorar todo o potecial deste dispositivo, precisávamos desenvolvê-lo em um conceito opensource, que permitisse, de forma colaborativa e co-criativa, o desenvolvimento de novas aplicações por usuários ao redor do mundo.

Deste forma, o Tangima foi pensado para que qualquer usuário (entusiasta, desenvolvedor, designer, engenheiro, empreendedor, pesquisador ou artista) possa baixar o software, construir o seu próprio Tangima e desenvolver suas próprias aplicações. Além disso, para adequear às necessidades de cada usuário, o Tangima é um produto modular, ou seja, permite que seu tamanho e resolução sejam expandidas, desde o tamanho de uma televisão de 14 polegadas, até a fachada inteira de um evento.

Por fim, todo o desenho técnico, modelagem 3d, bem como a instrução e lista dos equipamentos necessários para construir seus módulos também serão disponibilizados neste blog. Acreditamos que, quanto mais pessoas se envolverem, experimentarem e colaborarem com o aperfeiçoamento desta interface, mais rápido ela irá se desenvolver.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s