Montagem do Circuito e Testes com Vários Pinos Simultâneos

Agora que já havíamos estudado e experimentado, de diversas formas diferentes, as melhores alternativas para a construção e acabamento dos pinos, precisávamos colocá-los para funcionar.

Para conseguirmos controlar os 16 servos de forma simultânea, era preciso encontrar uma fonte de energia adequada, a qual fornecesse a voltagem e a amperagem corretas para os nossos motores.

Após alguns experimentos, verificamos que os servos que utilizávamos trabalhavam com uma voltagem que ia de 4.8v a 6Vv Porém, como os motores em geral necessitam de muita energia, especialmente quando trabalham exercendo muita força (empurrando e puxando os pinos), as fontes comuns não estavam sendo suficientes para ligarmos todos os motores (alguns não ligavam, outros ficavam lentos e poucos faziam movimentos aleatórios).

Sem uma fonte adequada, os motores perdem a força, podendo ainda, sofrer desgastes e estragos.

Para não arriscar estragar os servo motores, optamos por utilizar uma grande (e arcaica) fonte que encontramos no Laboratório de Interfaces Físicas e Experimentais, pois era a que nos oferecia mais segurança, a voltagem correta (5v) e uma grande amperagem (5A), capaz de sustentar todos os servos.

Com a fonte adequada, precisávamos de fios para conectar os motores à energia e à placa arduíno. Cada motor servo precisa de 3 fios diferentes (um para o fio terra, um para a voltagem e um para ser conectado na arduíno). Considerando que teríamos 16 servos, precisávamos de 48 fios.

Em geral, os fios mais adequados para um projeto de prototipagem experimental como este são os chamados Jumper Cables.

Os Jumper Cables possuem um conector macho em cada uma de suas extremidades, facilitando o seu encaixe em praticamente qualquer conector fêmea, especialmente na protoboard. Nós não possuíamos jumper suficientes, principalmente no comprimento que precisávamos. Sendo assim, foi preciso produzí-los (soldando um conector macho nas extremidades de cada fio).

Com os fios prontos e a fonte de energia adequada, testamos o funcionamento dos pinos, com sucesso!

Começamos ligando 3 pinos…

Fizemos alguns testes com leds no interior dos pinos

…fomos aumentando a matriz conforme construíamos mais peças.

… 6 pinos funcionando com o controle do Software (processing)


Com isso, os pinos estavam prontos, o circuito estava preparado, e o software já controlava o movimento de cada pino do display.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s