Tangima é selecionado em primeiro lugar de edital público

É com muito prazer que anunciamos que a Prefeitura do Rio de Janeiro, através do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade selecionou o Tangima, em primeiro lugar, de um edital público destinado à estudantes, ou recém formados, de Design, Arte ou Arquitetura.
O edital destina R$30.000,00 aos projetos selecionados, com o objetivo de ocupar a Galeria D do Centro Carioca de Design, no Centro do Rio.

Este recurso será utilizado no desenvolvimento de um display Tangima com maior resolução, menor tamanho de cada pino, mais durabilidade e melhor acabamento.

O trabalho ficará exposto por 1 mês na galeria, a data ainda está indefinida.

 

Tangima em reportagens do Globo Online e outra aparição na Globo News

O projeto Tangima apareceu nesta reportagem do Globo Online:

http://oglobo.globo.com/educacao/estudantes-buscam-atencao-de-empresarios-na-mostra-puc-9576007

E teve também uma rápida aparição na reportagem da Globo News, junto a outros projetos de alunos formandos em Design de Mídia Digital:

http://g1.globo.com/globo-news/jornal-das-dez/videos/t/todos-os-videos/v/feira-com-trabalhos-tecnologicos-da-puc-rio-deve-atrair-75-mil-visitantes/2761613/

tangima globo news

Demo Day! Veja Um Tangima 4×3 Funcionando!

Na sexta-feira, dia 28-06-2013 realizamos um dia de testes com todos os projetos finais desenvolvidos no período.

Apresentamos o Tangima funcionando de acordo com o software com alguns pinos iluminados e uma matriz de 4 x 3.

Testes de iluminação de um pino:

Testes com usuários:


Tangima funcionando com Kinect


Veja um Tangima 4×3 Funcionando!

Na sexta-feira, dia 28-06-2013 realizamos um dia de testes com todos os projetos finais desenvolvidos no período.

Apresentamos o Tangima funcionando de acordo com o software com alguns pinos iluminados e uma matriz de 4 x 3:

Testes de iluminação de um pino:

Testes com usuários:


Tangima funcionando com Kinect


 

 

Conclusão das Pesquisas

As pesquisas mostram que as tecnologias que viabilizam a prototipagem de novas interfaces estão ficando cada vez mais fáceis, baratas e acessíveis, o que permite que novas interfaces apareçam cada vez mais rápido e que profissionais de campos diferentes da engenharia clássica consigam criar e prototipar suas próprias idéias.
Especialmente após a chegada do Arduíno e 2005, vivemos um momento em que os processos e componentes antes dominados pela Engenharia passaram a ser disponibilizados e distribuídos para a massa da população, fortalecendo o campo de design de interação.

As pesquisas comprovam que existe, em diversos países e laboratórios de estudo, uma tendência na parte do design de interação, de fundir o mundo virtual do mundo real, permitindo uma experiência multisensorial e dimensionalmente potencializada.

Além disso, o conceito de ubiquidade computacional nos desafia a quebrar paradigmas para repensarmos a forma que estamos projetando interfaces, atualmente nos baseando em modelos existentes há décadas.
Alguns modelos de displays volumétricos estão sendo estudados e desenvolvidos ao redor do mundo. Inclusive podemos dizer, baseando-se na pesquisa de similares e teórica apresentada, que existe uma tendência de buscar displays que tangibilizam imagens, trazendo dados digitais para o mundo físico.

Sendo assim, seria coerente afirmar que o Tangima está diretamente conectado e relacionado com tendências do design de interação na nossa sociedade, especialmente no que se refere à prototipagem e experimentação de interfaces tangíveis.

As pesquisas tecnológicas nos mostraram que existem diversas formas, dispositivos, placas e mecanismos diferentes para construirmos o produto final, cada qual com suas vantagens e desvantagens. Também nos provaram que, com os recursos que temos disponíveis, não apenas financeiros, mas de conhecimentos, equipamentos disponibilizados pelo campus da Universidade e até mesmo de capital humano, conseguimos produzir um protótipo funcional dentro do prazo estipulado pela disciplina de projeto final.

Terminamos as pesquisas tecnológicas (que vale ressaltar, se estenderam até praticamente o final do projeto 8, uma vez que cada nova experimentação pode ser considerada uma pesquisa) com a certeza de qual motor e qual mecanismo deveríamos utilizar.